A Regra dos 72, planilha do Surfista Calhorda e a importância da disciplina nos aportes

Faaala Finansfera, beleza?

Este mês resolvi dar uma olhada na excelente planilha para gerenciamento de portfólio do Surfista Calhorda (que disponibilizou para download no seu site aqui). Aproveitei e dei uma incrementada na minha planilha que hoje tem um pouco também da planilha do AdP e do Aroldo na tentativa de melhorar minha organização.

A aba de Planejamento da planilha do Surfista é sensacional! Planejar aportes mensais, assim como rentabilidades a serem alcançados ao longo do tempo (10, 20 anos) e ver o patrimônio acumulado torna-se instigante de como boa parte do sucesso só depende de nós. (só não é 100%, pois nem tudo depende de você)

aba_dashboard_new_tool
Lindos gráficos da planilha do Surfista

Mas já já volto para a planilha do Surfista e o porquê citei aqui neste post.

Regra do 72, conhece?

Acho que todos com mais tempo de investimentos conhecem esta famosa regra. Assim como também os matemáticos, contadores e pessoas ligadas à finanças. No geral, ela serve para calcular de uma forma simples e aproximada em quanto tempo, a partir de uma determinada taxa, um valor inicial dobra. De forma análoga, é possível também saber, a partir de um determinado tempo (anos, por exemplo),  qual a taxa necessária para que o valor atinga seu dobro.

É bem simples mesmo! A conta é simplesmente essa:

R x T = 72

onde R é a taxa (rate) e T é o tempo.

Quer um exemplo?

Supondo que você tenha 100 mil de patrimônio, em quanto tempo você chegará nos 200 mil se mantiver uma taxa/rentabilidade anual de 6%?

T = 72/6 = 12 anos

Outro?

Supondo que você tenha 500 mil de patrimônio, que taxa anual preciso alcançar para chegar ao primeiro milhão (dobro) em 5 anos?

R = 72/5 = 14,4% (muito hein? hehehe)

Da mesma forma que podemos usar esta fórmula para o cálculo de aumento de nosso patrimônio, podemos simular a bola de neve de uma dívida no cartão de crédito. Exemplo:

Devo 1.000 reais na fatura de cartão de crédito com uma taxa de juros mensais de 15,12%. Em quanto tempo minha dívida dobraria?

T = 72/15,12 = 4,76 ~ 5 meses (caraca!!!!!)
divida-de-cartao-de-credito-caduca
Usando a Regra dos 72 para ver o estrago de dever no cartão de crédito

Existe muito material na internet sobre o tema e algumas observações, como por exemplo para taxas maiores que 20% a fórmula já não se aproxima tanto do resultado real.

Vale a pena a pesquisa!

Mas qual a conexão entre a Regra dos 72 e a planilha do Surfista?

A principal conexão/reflexão é justamente a importância dos aportes! A disciplina que o investidor tem que ter, mês a mês, ano a ano, em bater suas metas não somente em rentabilidade, mas sim nos aportes.

Um fator tão importante quanto, é o tempo. Tempo é um dos grandes aliados do famoso/lindo/mágico carinha chamado Juros Compostos. Dê tempo para seu dinheiro crescer e ele crescerá!

draw_time-is-money
Nos Juros Compostos: tempo é dinheiro a mais!!!!

Deixar um montante inicial aplicado sob determinada taxa vai fazer seu patrimônio dobrar, quadruplicar de tamanho em anos. Isso ninguém duvida. Mas a dica é perceber que aportes constantes fazem a bola de neve crescer ainda mais!

Até mais!

Anúncios

Que venha 2017! Minhas metas para o ano que se aproxima.

Faaaala Finanasfera, beleza?

Mês de Dezembro é correria! Recessos, preparativos para festas de fim de ano, algumas compras (ninguém é de ferro hehehe) e finalização do planejamento para o ano que se aproxima.

Como comecei a blogar há pouco tempo, não tenho um feedback bacana para apresentar  como uma retrospectiva ou uma validação do que foi planejado para o ano corrente. Então, o que me resta é planejar algumas metas para 2017, registrá-las por aqui (firmando um compromisso comigo mesmo) e fazer acontecer!

metas-2017-cc3b3pia1-960x390

Metas Financeiras

Minha primeira meta pra 2017 é:

Manter o aporte mensal equivalente ou superior a 30% das minhas receitas.

Um desafio bacana, pois em 2016 tive como meta um valor igual ou superior a 20% e durante os últimos meses consegui alcançar os 30%. Assim, aumento o desafio de manter o ritmo dos aportes mensais.

Uma outra meta financeira será:

Terminar o ano de 2017 com meus ativos alocados corretamente.

Li o livro Alocação de Ativos do Henrique Carvalho e me identifiquei bastante com a estratégia. Assim, utilizarei o ano para ajustar meus investimentos (com a estratégia de  alocação de ativos que publicarei mais pra frente).

E para finalizar a tríade financeira:

Obter uma rentabilidade bruta em 2017 de, no mínimo, 110% 100% CDI.

Esta será meu grande desafio! Pensei em ser mais conservador e colocar menos que 100% CDI, em virtude de ser um investidor mais exposto em Renda Fixa. Contudo, acredito que com estudo, definição de uma boa estratégia de alocação de ativos e um pouco de sorte (sim, sempre há), possa ser atingível.

Metas de Saúde

Sempre fui uma pessoa ativa, amante (por vezes incondicional) de artes marciais e esportes. Mas com o passar do tempo, as coisas foram perdendo um pouco a graça, a gana. Em 2016 iniciei atividades de musculação por pura preguiça ou falta de criatividade de fazer outras coisas.

Estou curtindo e pretendo continuar em 2017. Assim, fico com 2 grandes metas para o ano:

Manter uma assiduidade mensal >= 80% na Academia

e

Consultar um nutricionista/nutrólogo para melhorar alimentação.

Outras Metas Interessantes

Iniciei em 2016 o estudo de uma nova língua estrangeira, o francês. Assim, firmo como meta:

Fazer 2 semestres de Francês em 2017.

Uma outra meta relacionada ao estudo, mas também prazer, diversão, crescimento pessoal seria:

Ler um mínimo de 12 livros no ano de 2017

E por fim, um pessoal-profissional. Como muitos blogueiros de nossa finansfera, sou formado e trabalho na área de TIC. E como um bom developer que sou, tento por vezes, lançar algum produto digital (site, serviço, aplicativo) que possa ser útil, além de uma forma de monetização.

Hoje tenho um MVP de um SaaS que desenvolvi e que está no ar com algumas centenas de usuário. Este MVP passou todo o ano de 2016 gratuito e não tive receitas ainda. A meta seria algo mais ou menos assim:

Definir e aplicar a estratégia de monetização do serviço ou pivotar logo de uma vez...

Quem sabe, falo mais no futuro deste SaaS.

Bem, desejo um bom final de ano para todos e um início de 2017 de muitas boas vibrações!