COTABILIZE seus investimentos: Aplique Sistema de Cotas e registre a sua rentabilidade de verdade.

Fala Finansfera, beleza?

Quando você ouve a palavra COTAS em papos financeiros, qual a primeira coisa que pensa? Fundos de Investimentos, não é?  Quantidade de cotas e valor de uma cota são grandezas registradas e acompanhadas de perto por quem usa este tipo de investimento. Mas não aplica-se somente a este tipo!

Antes de tudo, é importante que o menino-que-saiu-da-poupança (i.e., você, eu e os outros que descobriram a matrix) saiba diferenciar 2 conceitos: Rentabilidade e Crescimento de seu patrimônio líquido.

Seus investimentos crescerão com uma rentabilidade positiva, mas podem também crescer sem rentabilidade alguma (0%). Como? Com aportes. De maneira análoga, uma rentabilidade negativa diminui seu patrimônio do mesmo modo com retiradas/saques.

Com certeza, você acompanha o desempenho de seus investimentos com a fórmula:

Rendimento = (NOVO - ANTIGO ) / ANTIGO * 100

E utilizou (ou ainda utiliza?) os valores monetários finais (R$) na expressão, correto? E quando vai registrar os aportes financeiros ou retiradas de dinheiro, já notou que esse rendimento pode ser afetado?

O que COTAS tem haver com Rentabilidade e Crescimento de patrimônio?

Tudo! Aplicar o sistema de cotas aos seus investimentos lhe ajudará a registrar corretamente a entrada/saída de dinheiro sem atrapalhar a indicação da rentabilidade dos valores já aplicados durante o período de apuração. A fórmula é a mesma acima, mas utilizando o valor da cota como referência você evita dores de cabeça.

Explicação rápida como aplicar Sistema de Cotas

Vamos supor que você inicie sua carteira de investimentos (não importa se ações, fundos, tesouro direto, etc, etc, etc) com um aporte de R$ 1.000,00 que corresponda a 1.000 cotas:

Valor Carteira: R$ 1.000,00
Qtde Cotas: 1.000
Valor Cota: R$ 1,00

30 dias depois, você olha o valor de sua carteira e voilá: R$ 1.012,00. Se você tem 1.000 cotas, então:

Valor Carteira: R$ 1.012,00
Qtde Cotas: 1.000
Valor Cota: 1.012/1000 = R$ 1,012

Calculando a rentabilidade com o valor da cota:

(1,012 - 1,00) / 1,00 * 100
Rentabilidade = 1,2%

Ah! Mas conseguiria achar isso fácil-fácil fazendo com o valor da carteira:

(1.012 - 1.000) / 1.000 * 100
Rentabilidade = 1,2%

E digo: Consegue sim! 😀

Agora, vamos fazer um aporte financeiro de R$ 350,00. Neste sistema, preciso saber quantas cotas consigo comprar com este valor. Como o valor atual de minha cota é R$ 1,012:

350 / 1,012 = 345,84980237 cotas ==> ~ 345,85 cotas

Então eu passo a ter agora:

1.000 + 345,85 = 1.345,85 cotas

com o valor de R$ 1,012.

E no final do mês, ao olhar o valor de minha carteira vejo R$ 1.388,00. Então:

Valor Carteira: R$ 1.388,00
Qtde Cotas: 1.345,85
Valor Cota: 1.388/1.345,85 = R$ 1,031

Calculando a rentabilidade com o valor da cota:

(1,031 - 1,012) / 1,012 * 100
Rentabilidade ~= 1,88%

Se eu fosse fazer com os valores da carteira, como seria?

(1.388,00 - 350 (aporte) - 1.012) / 1.012 * 100
Rentabilidade ~= 2,57%

Opa! Deu diferente hein? Percebeu como a entrada de dinheiro através do aporte financeiro em um intervalo do período apurado modificou a rentabilidade calculando desse jeito?

 

Alguns links rápidos para ler

Par entender mais veja a série de 2 posts bastante elucidativa do AdP:

Parte 1: http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-correta-seus.html

Parte 2: http://alemdapoupanca.blogspot.com.br/2012/04/calculando-de-forma-correta-seus_28.html

Além deste post simples, mas bastante esclarecedor do Quantum Investimentos:

https://quantuminvestimentos.wordpress.com/tag/sistema-de-cotas/

Anúncios

Carteiras de Dividendos Recomendadas por Corretoras – Apresentação

Fala Finansfera, beleza?

Quando trata-se de renda variável, é muita coisa para estudar além de várias tomadas de decisões como os diferentes caminhos e táticas a serem aplicadas/implementadas visando o objetivo (ninguém disse que é fácil, mas mesmo assim é muito bom!).

Umas mas minhas estratégias de investimento na Bolsa é a busca por dividendos. Assim, como parte dos estudos constantes, resolvi fazer uma tentativa de registrar e gerar um ranking das carteiras de dividendos recomendadas por corretoras!

Mas como assim Noob? É simples: mês a mês eu compilo as ações indicadas por cada corretora, seu peso na composição da carteira e finalmente a rentabilidade alcançada no final do mês.  Parece bacana né? Eu espero que sim!

Comecei a fazer o registro no mês de agosto/2016 e já deverei postar na primeira semana de outubro com a rentabilidade de setembro!

Como você escolherá as corretoras para fazer o ranking de carteiras?

Essa pergunta é fácil: Entrará no registro mensal as corretoras que disponibilizarem publicamente as carteiras recomendadas de dividendos para o mês corrente! Fuçarei a internet procurando os relatórios recomendados.

Ainda não sei o que fazer com o mês em que não encontrar a carteira recomendada de uma corretora que já tem registros de outros meses para não comprometer o ranking anual. Repetir a carteira, por exemplo? Se alguém tiver uma sugestão, tá valendo!

Planilhas para Controle de Investimentos

Quando o longo caminho de tornar-se um investidor começa (saindo da rota de apenas poupador de dinheiro), várias dúvidas surgem no trajeto sendo uma destas em como manter o gerenciamento de seus investimentos. Como se organizar!

Quando se fala em planejamento financeiro, receitas e despesas mensais, contas a pagar, a receber, já existe softwares e planilhas no mercado bastante conhecidos e que cumprem o prometido (penso em fazer um post sobre isso no futuro com os que utilizei).

Contudo, quando o assunto é investimento, variáveis características despontam no cenário como aportes financeiros, rentabilidades diárias, mensais, anuais e históricas, tipos de investimentos (renda fixa, variável), variação de cotação, quantidade de  cotas, etc. O que fazer? Montar sua própria planilha? Pagar por um software que faça tudo isso?

É inevitável que, no início do gerenciamento de seus investimentos, você crie alguns documentos e planilhas comparando valores mês a mês, fazendo somatórios, totalize operações e registre aquelas variações positivas em azul e negativas em vermelho. Isso é ótimo! Mas com o passar do tempo, você pode se perceber meio confuso com grandes quantidades de abas para atualizar ou até mesmo realizando registros repetidos e até mesmo desnecessários (poderiam ser automatizados, por exemplo)

O poder da Blogosfera

A internet é sensacional! A construção colaborativa e o compartilhamento de conhecimento proporcionado pelas pessoas que fazem parte desta grande nuvem é algo magnífico!

Se você já conhece blogs de investidores, já percebeu que muitos utilizam gráficos, tabelas e planilhas similares para demonstração de resultados e análises. Se você ainda não conhece a Finansfera (veja este trabalho de catalogação de blogs pessoais sobre finanças feito pelo Abacus Liquid), saiba que, como todo ecossistema, os seres que dali fazem parte, se relacionam e trocam informações.

Então, que tal utilizar o vasto material já produzido pela comunidade investidores em busca da independência financeira igual a você?

Planilhas do AdP

Basicamente, 90% de tudo que você precisa para organizar seus investimentos está nas planilhas do AdP. AdP é o blog (e como é chamado o blogueiro) Além da Poupança, e em seu site na seção Planilhas, ele explica tudo bem detalhado como utilizar cada documento.

Particularmente, estou utilizando as planilhas Controle de Patrimônio, Acompanhamento de Rendimentos Mensais e Registro de Investimentos, com quase nenhuma alteração! (mudanças basicamente no estilo e formatação, pois as funcionalidades são ótimas)

Planilha para Ações do Aroldo Batista

Descobri estes dias a planilha do blog Aroldo Batista para acompanhamento de ações e achei simplesmente sensacional!

Muitas das coisas que inicialmente realizava manualmente estão automatizadas lá através de chamadas à funções do GoogleFinance e a importação (através de xml do site GuiaInvest) de valores para análise fundamentalista.

Veja só que bela planilha

Outras opções?

E você, utiliza alguma outra boa planilha para gerenciar seus investimentos? Conhece alguma outra excelente ferramenta para compartilhar?

Abraços!